Como foi o evento Sarau Persa – Celebração do Aniversário de Rumi

Salam amigos! Atendendo a pedidos, no post de hoje vamos recordar momentos especiais do primeiro Sarau Persa, organizado pelo Chá-de-Lima da Pérsia em parceria com o Apropriarte, celebrando o aniversário do grande poeta místico Jalaluddin Rumi, que ocorreu no dia 28/09/18.
Apesar de já termos realizado outros eventos com a temática persa para o público brasileiro no decorrer deste ano, o sarau persa foi uma proposta inédita, que contou com a participação de um público diversificado entre brasileiros e iranianos de diversas crenças, entre eles queridos seguidores do blog.

Setembro (originalmente no dia 30), foi o mês de aniversário do poeta persa Rumi, e a mensagem de amor universal contida na obra deste grande mestre, favoreceu uma atmosfera de inspiração e conexão. Já nos dias anteriores à preparação do sarau, vários amigos e colaboradores aceitaram nosso convite e se dispuseram com muito carinho a contribuir com seus talentos para abrilhantar o nosso evento.

À tarde… antes do Sarau, durante os preparativos…

À noite…Decoração especial na entrada do Apropriarte, dando boas vindas ao público
No início da noite, a entrada do Apropriarte, ambientada no estilo de uma sala de visitas do Oriente Médio, com tapete e almofadas nos prepara para uma experiência de imersão cultural. Lavamos as mãos em uma água perfumada com pétalas de rosas, provamos uma refrescante bebida de água com lima-da-pérsia, e adentramos iluminada pela chama das velas…
Antes de iniciar o evento somos convidados a uma experiência gastronômica diferenciada preparada com muito carinho por nossa querida amiga Karima: um saboroso cozido de frango com trigo, pastas e pão sírio e um aromático chá de hibiscos acompanhado por brigadeiros de tâmara.
Damos início a cerimônia com a nossa convidada Renata Martins trazendo o poderoso gongo que nos chama para uma interiorização e nos envolve com suas potentes ondas sonoras.

Renata Martins abre a cerimônia com o som do gongo
Os músicos, Oscar Usman (flauta Ney) e Idel Fuks (bendir)

Entre os convidados, destacamos a presença de Leandra Yunis, especialista em literatura persa, nos presenteou com suas traduções inéditas dos poemas de Rumi. Recebemos também, Sérgio Rizek da  Attar Editorial que expôs alguns dos livros de Rumi traduzidos para o português, entre eles o maravilhoso Poemas Místicos – Divan de Shams de Tabriz que tive a felicidade de ler pela primeira vez.
Em seguida, a dupla de músicos Idel Fuks e Oscar Usman nos apresentaram belíssimas improvisações com o som potente do bendir  (percussão) e da hipnótica ney (flauta de bambu) e nos convidaram a cantar em uníssono, as melodias de inspiração Sufi. 
E para falar de um poeta místico como Rumi, ninguém melhor do que um representante de uma ordem Sufi. Tivemos a honra de ouvir Sheik Ahmad Shakir Nur ul-Huda, representante da Ordem Sufi Naqshbandi-Haqqani, no Brasil, falando sobre o significado da poesia no sufismo e nos convidando a experimentar a prática do Zikr, ou “lembrança de Deus”, através do canto, acompanhado pela percussão e pelo som harmonizante da taça de cristal de quartzo.

A Moça do Chá declamando os poemas de Rumi 🙂 

Luis Felipe Dib, coordenador do Apropriarte e o Sheik Ahmad Shakir 

 Veja alguns depoimentos dos nossos convidados sobre a experiência de participar do evento: 

“Gostaria de agradecer ao espaço acolhedor e as pessoas inspiradoras que convergiram as afinidades através do poema e mística de Rumi, que nos trouxe uma alegria nesse encontro de celebração do nascimento desse Amigo de Deus” – Karima 
“O sarau foi surpreendente! A energia e a sintonia entre as pessoas estava incrível! Parabéns a Janaina e Maria Augusta pela iniciativa! ” – Renata Martins (Coach e instrutora de Meditação)

“Agradecemos o convite e nos sentimos honrados por fazer parte desse dia tão especial que foi a comemoração do aniversário de um dos poetas mais significativos de todos os tempos” – Idel Fuks e Oscar Usman (músicos convidados) 

Somente quem esteve presente pode expressar o que foi participar de uma celebração poética, cultural e mística, compartilhar o que foi a essência da mensagem do mestre Rumi, o amor Universal!

>> Assista o vídeo: 

Gratidão enorme a todos os amigos, colaboradores e participantes que tornaram possível a realização e o sucesso deste primeiro Sarau Persa (e que este seja o primeiro de muitos!), em especial a Maria Augusta Dib, diretora, e Luis Felipe Dib, coordenador do Apropriarte por abraçarem com tanto carinho a divulgação da cultura persa em parceria com o Chá-de-Lima da Pérsia!

Compartilho aqui um trecho do poema que li do livro “Poemas Místicos: Divan de Shams de Tabriz” (Attar Editorial), uma coletânea dos poetas do mestre espiritual de Rumi: 

Faltam-te pés para viajar?
Viaja dentro de ti mesmo,
E reflete, como a mina de rubis ,
Os raios de sol para fora de ti.
 

A viagem te conduzirá a teu ser,
Transmutará teu pó em ouro puro.
 

Ainda que a água salgada
Faça nascer mil espécies de frutos,
Abandona todo amargor e acidez
E guia-te apenas pela doçura.

Mawlana Rumi

Deixe um comentário